Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não se abala, firme para sempre.Salmos:125:1 )
  Quando estamos louvando a Deus uma alegria imensa nos envolve, a graça de Deus e a sua unção fluem em nosso meio nos dando ainda mais amor pelo Senhor e pelos irmãos, Deus é tão bondoso que enquanto o louvamos Ele cura pessoas, restaura, transforma, aviva, louvar a Deus é tremendo, eu não consigo me imaginar não louvando o Senhor. Fomos criados para a glória de Deus, fomos criados a sua imagem e semelhança, note que quando Deus disse: Façamos o homem a nossa imagem, conforme a nossa semelhança;(Gn. 1:26), neste momento quando Deus estava decidindo criar o homem nós podemos notar o amor de Deus por nós, o amor de Deus é tão grandioso que Ele fez o homem a sua imagem, você já tinha pensado nisso?, vamos mais adiante, Deus criou o homem e viu que não era bom que ele estivesse só e então criou a mulher, a mulher foi enganada pela serpente (Satanás) e se deixou levar pela idéia de ser igual a Deus, chega então o homem e sua mulher o fala que comeu do fruto da “arvore do conhecimento do bem e do mal”, o cabeçudo do homem vai e também come, este é o momento em que o pecado entra no mundo através da desobediência do homem.


Você é um adorador?
Adore ao Senhor com todo o seu coração, fôlego, vida, com tudo que você é, Deus habita no meio dos louvores, busque intimidade com o Senhor, ore constantemente, faça jejum pelo menos uma vez por semana. Onde Jesus está acontecem milagres e prodígios, botijas são cheias, pessoas são batizadas com o Espírito Santo, recebem dons, um fala em línguas, outro interpreta, outro profetiza, outro tem visões, onde Jesus está pessoas são curadas, vidas são transformadas, casamentos restaurados, famílias são estruturadas, onde Jesus está nada fica como é, ao contrário disso tudo é transformado, santificado, purificado.

                                    

Andai pelo Espirito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne”. (Gal. 5:16)

Sempre houve mais que uma opção de caminho à ser seguido quando entramos em um relacionamento com outra pessoa, isso não é privilégio da vida atual. Nos dias de hoje temos um modelo de namoro com um vocabulário específico: “Estar” , “Ficar”, “Estar ligado”, etc. Um modelo socialmente divulgado e aceito entre os jovens. Mas isso não significa que não exista outro modelo – muito provavelmente não tão divulgado e não tão aceito, mas é importante que o jovem saiba que ele existe, não sendo “obrigado” a proceder como todos os demais. Este modelo é descrito na Bíblia, é o modelo de Deus, Aquele que criou o ser humano (Gên. 1:27), logo, sabe muito bem como ele funciona, quais caminhos trarão maior satisfação e bem estar.É importante sempre ouvir os dois lados de uma mesma história antes de simplesmente assumir uma conduta para o seu relacionamento, só por “parecer” a melhor (Prov. 14:12).

O relacionamento sexual foi preparado como presente de casamento de Deus para o casal, já abençoados e liberados por seus pais e familiares para irem viver no seu “jardim”, debaixo da cobertura e bênção de Deus, que “foi testemunha da aliança entre ti e a mulher da tua mocidade” (Mal 2:14). Uma aliança onde foram feitos votos, assumidos compromissos públicos e empenhada a palavra de ambos publicamente e perante Deus, podendo assim o casal passar a desfrutar de todo o prazer sexual que Deus criou, dentro de toda a cobertura espiritual e física preparada por Ele – e sem nenhuma legalidade de satanás. 


"O QUE DEUS QUER DE VOCÊS É ISSO: QUE SEJAM COMPLETAMENTE DEDICADOS A ELE E QUE FIQUEM LIVRES DA IMORALIDADE."
(I Tessalonicenses 04:03)


   Podemos escolher diversas maneiras para seguir a nossa vida, mas a melhor delas é viver de forma abundante com o poder de Deus. E o segredo para alcançar esta bênção está na admoestação do apóstolo Paulo, feita em Efésios 5.18: "E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito" .
  Após Jesus entregar Sua vida na cruz do Calvário para a redenção da humanidade, Ele ressuscitou e apareceu para os discípulos, comissinou-os a pregar as boas-novas de salvação e enviou o Espírito Santo, o Consolador, para que não ficassem órfãos nem desamparados após Ele ter voltado para junto do Pai.
  Contudo, muitos cristãos não aproveitam está bênção para trilhar um caminho reto e triunfante na presença do Senhor. Preferem agir sob os próprios impulsos e esforços, achando que ser cheio do Espírito Santo é apenas confessar o nome de Jesus como único e suficiente Salvador.
  É preciso muito mais que isso para ser cheio da presença do Espírito de Deus. Não basta falar em línguas estranhas ou frequentar os cultos semanalmente. O Senhor espera mais de cada um de nós para revestir-nos com seu poder. Ele deseja que nos tornemos semelhantes a Cristo em nossa maneira de pensar, sentir, falar e agir . Isto é um processo contínuo, um exercício diário, que visa à santificação e ao crescimento espiritual. Todos os dias somos chamados a despir-nos dos velhos hábitos e assumir a posição de novas criaturas, de filhos de Deus, tendo Jesus como referencial. Só que não podemos fazer isso pelo nosso próprio conhecimento ou poder. Dependemos do agir do Espírito Santo para alcançar este propósito, porque só aqueles que querem ter uma vida sob o controle de Deus é que alcançam as promessas do Senhor em sua totalidade. É hora de ser cheio do Espírito Santo. 


        "Nenhum homem deverá ter relações com outro homem, pois se trata de uma abominação" (Lv 18, 22).

Ao falar de homossexualismo, estou-me referindo, não à simples tendência homossexual, mas à prática da união carnal entre pessoas do mesmo sexo. Ao falar de homossexual, não me refiro às pessoas que têm tendência homossexual, mas que a ela resistem, às vezes heroicamente, com grande mérito. Chamo de homossexual a quem voluntariamente pratica atos de homossexualismo, e deles não se arrepende.
                                           
 O que é o homossexualismo?
Hoje dificilmente alguém fala de maneira precisa sobre o homossexualismo. Seus defensores qualificam-no como uma "opção" sexual. Seus opositores referem-se a ele como um transtorno, uma anomalia ou disfunção sexual. O homossexualismo, porém, corrompe a própria natureza do ato. E como os princípios da razão fundam-se sobre os princípios da natureza, a corrupção da natureza é a pior de todas as corrupções. Donde conclui S. Tomás que o vício contra a natureza (que inclui o homossexualismo) é o mais grave entre todas as espécies de luxúria.
Os homossexuais têm direitos?
Como o homossexualismo é um vício, a Sagrada Escritura não hesita em incluir os homossexuais entre os que não herdarão o Reino de Deus: "Não vos iludais! Nem os impudicos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os depravados, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os injuriosos herdarão o Reino de Deus" (1Cor 6,9-10).
 Existe o "bom" homossexual?
Analogamente, um homossexual, como tal, não pode ser "bom". Por definição, ele é alguém que – como praticante de atos antinaturais – carece de idoneidade moral. Por essa razão, está impedido de adotar crianças, uma vez que o Código Civil, em seu artigo 1638, inciso III, cassa o pátrio poder (hoje chamado "poder familiar") ao pai ou à mãe que "praticar atos contrários à moral e aos bons costumes". Além disso, por seu vício, o homossexual, longe de oferecer "reais vantagens para o adotando" (art. 43, Estatuto da Criança e do Adolescente), submete-o a permanente risco de corrupção moral.
Conclusão
No entanto, a causa direta dos atos de homossexualidade é a livre vontade humana. Nesse sentido, é correto dizer que o homossexualismo é uma "opção". Uma opção má, mas uma opção. O homossexual é alguém que, como todas as pessoas humanas, foi chamado a fazer a opção pela castidade. Lamentavelmente, optou pelo vício oposto, a luxúria. E entre as espécies de luxúria, escolheu uma que contraria não apenas a reta razão, mas a própria natureza.   
Bons psicólogos podem ajudar na terapia da tendência homossexual. Mas a "cura" dos atos de homossexualismo, como a de qualquer pecado, está no arrependimento sincero e no pedido de perdão a Deus.