Andai pelo Espirito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne”. (Gal. 5:16)

Sempre houve mais que uma opção de caminho à ser seguido quando entramos em um relacionamento com outra pessoa, isso não é privilégio da vida atual. Nos dias de hoje temos um modelo de namoro com um vocabulário específico: “Estar” , “Ficar”, “Estar ligado”, etc. Um modelo socialmente divulgado e aceito entre os jovens. Mas isso não significa que não exista outro modelo – muito provavelmente não tão divulgado e não tão aceito, mas é importante que o jovem saiba que ele existe, não sendo “obrigado” a proceder como todos os demais. Este modelo é descrito na Bíblia, é o modelo de Deus, Aquele que criou o ser humano (Gên. 1:27), logo, sabe muito bem como ele funciona, quais caminhos trarão maior satisfação e bem estar.É importante sempre ouvir os dois lados de uma mesma história antes de simplesmente assumir uma conduta para o seu relacionamento, só por “parecer” a melhor (Prov. 14:12).

O relacionamento sexual foi preparado como presente de casamento de Deus para o casal, já abençoados e liberados por seus pais e familiares para irem viver no seu “jardim”, debaixo da cobertura e bênção de Deus, que “foi testemunha da aliança entre ti e a mulher da tua mocidade” (Mal 2:14). Uma aliança onde foram feitos votos, assumidos compromissos públicos e empenhada a palavra de ambos publicamente e perante Deus, podendo assim o casal passar a desfrutar de todo o prazer sexual que Deus criou, dentro de toda a cobertura espiritual e física preparada por Ele – e sem nenhuma legalidade de satanás. 


"O QUE DEUS QUER DE VOCÊS É ISSO: QUE SEJAM COMPLETAMENTE DEDICADOS A ELE E QUE FIQUEM LIVRES DA IMORALIDADE."
(I Tessalonicenses 04:03)

Deixe um comentário