Talvez  nossa história não seja igual a de Davi, mas a dele mostra que podemos ter uma vida bem-sucedida quando nossa mente está em Deus. Podemos achar que não somos suficientemente bons para receber algo de Deus, mas ele não está preocupado com isso. Para Deus, o que importa é se estamos dispostos a amá-lo e a nos tornamos o que podemos ser pela sua graça. O que sou não irá interferir no que posso ser, desde que Deus seja o agente de transformação da minha vida. Enquanto os outros nos julgam pelo emprego que temos, pelo nosso carro, nosso peso ou nossas roupas, Deus vê o interior. O que ele deseja é encontrar em nós a disposição do salmista que disse: " Dispus o meu coração para cumprir os teus decretos até o fim" ( SL 119.112)





Deixe um comentário