Olá meus amoreeees, hoje vou compartilhar com vocês uma dica de organização muito legal e que vai ser muito útil para você blogueira que tá iniciando agora. Há alguns meses atrás percebi que não estava fazendo uma boa administração do meu tempo quanto aos meus afazeres e compromissos para com o blog, e como já era acostumada a anotar algumas coisas na minha agenda, mas de modo aleatório, decidi organizá-las por categorias. Eu super gostei do resultado, e fiz com materiais que eu já tinha em casa!  

As categorias que contêm na minha agenda são essas: 

Informações do blog 
Nessa categoria coloco email e senha de todas as redes sociais que eu tenho. 
Projetos  
Nessa categoria coloco todos os meus projetos, objetivos e metas a serem alcançadas. Para tentar não perder o foco. 
Caixa de entrada
Nessa categoria coloco todas as minhas obrigações em relação ao blog. Responder emails/comentários, editar imagem, fazer resenha de algum livro, ver o que pode ser melhorado e etc... (Essa categoria sem dúvida é uma das mais importantes, porque se você quer ter um trabalho reconhecido, você precisa se dedicar e ficar atento a ele).
Propósitos
Nessa categoria eu organizo os meus propósitos de oração e jejum. E costumo fazer um calendário e pregar na agenda ou na geladeira para não esquecer o período que estabeleci para aquele propósito. 
Wishlist
Nessa categoria coloco todas as coisas que tenho vontade de comprar para o meu apartamento e coisas que realmente estou precisando, para não sair comprando compulsivamente. 
Ideias
Nessa categoria escrevo todas as minhas ideias de postagens para o blog. Ideias que visam a sua melhoria. 
Postagens
Nessa categoria coloco todos os possíveis temas que gostaria de abordar no blog, e revejo os últimos posts para que não fique muito conteúdo sobre o mesmo assunto.
Finanças
Essa categoria por si só já é bem explícita, nela eu coloco todos os meus gastos e faço meus orçamentos, para não gastar além do que posso. 

OBS: Mas você faz as categorias de acordo com as suas necessidades, não é obrigatório ser igual.


Aprenda a fazer aqui : 

  • 1° passo: Cortar o papel do tamanho desejado. 
  • 2° passo: Escrever o nome das categorias no papel.
  • 3° passo: Cobrir o papel com fita adesiva, para maior durabilidade. 
  • 4° passo: Passar cola no cantinho do papel e depois colar no local desejado da agenda. 

E finalmente ficou pronto!!!

Não esqueça de deixar sua opinião aqui nos comentários sobre o que achou da nossa dica. 
Super beijo preciosas!

                  

   Oláa meuuus amores, hoje venho trazer um tema de bastante reflexão para todos nós, a respeito da nossa Gratidão para com Deus. Isso tem me incomodado muito ultimamente, pois tenho visto pessoas de "barriga cheia" insatisfeitas com a sua vida, e pessoas de "barriga vazia" agradecendo pelo pouco que tem.
   Quantos de nós temos reconhecido a soberania de Deus sobre as nossas vidas? Já agradeceu ao Senhor por mais esse dia de vida? Agradeceu pela sua saúde? Pela sua família? Muitos dirão Não, e a minoria Sim. A verdade é que estamos muito ocupados para reparar nos "pequenos" feitos de Deus,  só reparamos aqueles feitos palpáveis. 
    Nesses últimos dias conheci uma jovem de 22 anos chamada Bia, ela estava em fase terminal de câncer, e junto com algumas amigas estávamos fazendo visitas semanais a ela. Deus trabalhou muito em meu coração através da vida dela, e o mais lindo de tudo era vê que apesar das dificuldades que enfrentava, ela era uma garota alegre, atenciosa e apaixonada por seus pais e amigos. A cada 2hrs, Bia tomava morfina para amenizar as dores terríveis que sentia, quase não falava e não ouvia mais, não comia, apenas tomava líquido... e ainda assim lia a sua bíblia. 
   O que precisa acontecer conosco para que reconheçamos a grandeza e poder do nosso Deus? Que não venha ser necessário passarmos pelo vale para que aprendamos a ser pessoas Gratas. O fato de acordarmos todos os dias, já é motivo de grande alegria, e mostra quão imensurável é o amor de Deus por nós. Se temos pouco ou muito em nossa mesa, sejamos gratos, pois Deus sabe do que necessitamos antes mesmo de abrirmos a nossa boca.
 Homenagem a essa grande menina - Beatriz Dias. Sem dúvidas uma grande festa no céu ocorre hoje (24/10/15) com a sua chegada. Você é uma pérola preciosa que guardaremos pra sempre em nossos corações! 



  Oláaa meus preciosaaaas, passando para compartilhar a minha nova aquisição: Canon sx520 HS. Ainda estou aprendendo a mexer nela direitinho para começar a gravar vídeos abençoados e edificantes para vocês; confesso que estou muito feliiiiz e grata ao Senhor por esse presente. Acredito que o sonho de toda blogueira e possuir bons equipamentos para melhorar a qualidade das postagens. Para quem tá começando a gravar vídeos, ela é ótima, pois filma em full hd, o áudio é muito bom, e com o preço acessível; mas adiante farei uma post detalhado sobre ela. 




   O que seria de nós se não tivéssemos um Pai tão misericordioso e que nos compreende mesmo quando não sai palavra alguma da nossa boca? Quantas vezes já não procuramos pessoas para conversar e desabafar pensando que ela iria nos compreender e até mesmo levantar a nossa autoestima naquele momento difícil?
    Conforme as adversidades surgem vamos percebendo que a única pessoa que tem o poder de nos compreender e remover todo tristeza de nós é o Espírito Santo de Deus; e uma lágrima para Ele vale muito mais do que dez palavras ditas.
    Não importa o tamanho do nosso problema e se não temos forças para levá-lo ao Pai, veja o que a bíblia diz: 
Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações conhece a intenção do Espírito, porque o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus. (Romanos 8:26-27) 
    SIM, Ele nos entende, compreende e consola... Como pode isso? 
  Os dias se passam, e especialmente nos momentos de dificuldades aprofundamos o nosso conhecimento na palavra de Deus, passamos a ter mais experiência com Ele e vamos nos dando conta (ainda mais) do quão imensurável é o seu amor por nós. 
    Apesar de não sermos merecedores de tamanha graça e misericórdia, o Senhor insisti em nos amar da forma como somos, seres pecadores. E ter o Espírito Santo como nosso ouvinte, conselheiro e melhor amigo, tudo fica mais de suportar.
   O contexto de Amizade aqui citado transcende qualquer definição de amizade que tenhamos em mente. E eu amo saber que eu tenho um melhor amigo, onde não posso vê-lo mas posso senti-lo 24hrs por dia. E quem é o seu melhor amigo?

 Seja sábio(a), invista na sua amizade com o Espírito Santo! 
  




 Olá meuuus amores, estou aqui mais uma vez para compartilhar o 1º capítulo do livro "Loucuras do coração", para quem leu a sinopse do livro na semana passada já sabe como vai funcionar nosso Projeto de Edificação para Casais, se não leu é só clicar AQUI. Então, o livro é composto de 5 Seções e dentro de cada seção tem vários capítulos, totalizando 50. 

1° Seção: Cupidice Emocional
  Cupidice emocional nada mais é do que a forma como você lhe dar com os seus sentimentos. Por definição, sentimento é qualquer resposta mental, emocional e física acompanhada de prazer, dor, atração ou repulsa. Assim, com frequência, seus sentimentos atraem você para alguma coisa ou afastam-no. 
 Os sentimentos são frequentemente a primeira linha de defesa do nosso coração, estão sempre em nosso interior para afastar ataques de qualquer coisa que possa feri-lo. 
  Os sentimentos são uma força poderosa na vida de cada ser humano, e até a falta de emoção é uma força que pode afetar todas as ações e reações do homem em relação ao mundo que o cerca. 
O que você sente vem do que você acredita. Para o cristão, o que ele sente, em última análise, tem sua raiz no que ele acredita sobre Deus e Sua Palavra, assim como sobre o papel que a palavra de Deus tem na vida dele. Logo, em cada situação, o cristão deve analisar suas reações e emoções à luz da palavra de Deus. Quando faz isso, descobre se pode ou não confiar em seus sentimentos sobre determinado assunto. Seus sentimentos devem ser fundamentos na fé; só assim eles podem ser vivenciados em sua plenitude, sem pecado❞. Porque, como imaginou na sua alma, assim é. (Pv 23.2a)

Subtítulo:  Acreditar que o amor é só um sentimento.


  Nesse 1° capítulo o autor fala sobre um dos maiores equívocos que levam as pessoas a naufragar na vida emocional: acreditar que o amor é só um sentimento.
  No início de um relacionamento, é fácil outras coisas que não são amor parecerem com o amor. Muitos solteiros se entregam a "cupidice" porque são muito envolvidos com as emoções do amor que acabam negligenciando a verdade sobre ele e consequentemente ignorando os sinais de perigo, a preocupação dos amigos, família e do seu próprio objeto de "amor"...
  Em relacionamentos - especialmente no começo é fácil interpretar as incríveis emoções que o outro produz em nós como a certeza de que o amor está no ar, e muitas das vezes tudo isso pode ser apenas a emoção da nossa própria busca.
 O amor não é um sentimento, mas algo prático. Em que tal afirmação se baseia? No maior mandamento de Deus. Em todas as partes das Escrituras, o Senhor nos manda amar: amá-lo sobre todas coisas, amar o próximo como a nós mesmos, amar os inimigos. Se o amor fosse um sentimento, Deus não poderia mandar que o praticássemos. Ninguém pode mandar-nos sentir alguma coisa. As emoções não funcionam assim, não a ligamos e desligamos, cumprindo ordens.
 Já parou pra pensar por que Deus nos deu em primeiro lugar o mandamento de amar? Se o amor fosse algo natural para todos nós, se fosse nossa primeira resposta a todas as pessoas, em todas as situações, Deus não teria feito dele o foco de Suas instruções aos cristãos ( 1Co 16:14).
  Quando o amor é baseado em um sentimento, agimos tolamente para tentar conseguir mais amor. Mas quando o amor está baseado em princípios, crenças, escolhas e ações, na verdade temos sentimentos incríveis após nos doarmos de modo pleno, conforme o tipo de amor sacrificial que Jesus nos ensinou com Sua vida.  O capítulo 1 vers 13 do livro de corintios descreve muito bem as características do amor, ele não é baseado no que os outros fazem ou deixam de fazer. O amor é sobretudo uma ação, não um sentimento. Não depende do que você sente; e sim do que você faz em resposta delas. O amor não tem de fazer você se sentir bem para existir. Considere Cristo na Cruz, esse perfeito ato de amor não suscitou nele aquele sentimento incrível que associamos ao amor.  Na vida de Jesus, o amor doeu. No amor verdadeiro, não existe a pergunta "e eu?" , mas sim: e a outra pessoa?

Quando se aprende a amar de acordo com o conceito estabelecido por Deus, você aprende a amar de modo sábio e completo, e isso é fantástico. 

"Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. (Fp 2.4)